explore

Conheça os países que já aprovaram o casamento gay

shutterstock 299449277
ShutterStock

O último país a liberar a união entre homossexuais até agora foi a Itália. Definido no dia 11 de maio, o país é um dos últimos da Europa a reconhecer o casamento gay, principalmente por causa da resistência dos católicos mais conservadores. Confira a seguir a lista dos países que já aprovaram a medida nos últimos anos:

1. Portugal

[[{"fid":"1003532","view_mode":"default","fields":{"format":"default"},"type":"media","link_text":null,"attributes":{"alt":"Casamento Argentina","title":"Casamento Argentina","height":"435","width":"653","class":"media-element file-default"}}]]O país aprovou o casamento homossexual em junho de 2010. A lei modifica o conceito de casamento e retira o termo “de sexo diferente”. Mas não permite a adoção ainda.

2. Argentina

[[{"fid":"1003533","view_mode":"default","fields":{"format":"default"},"type":"media","link_text":null,"attributes":{"alt":"Casamento Argentina","title":"Casamento Argentina","height":"391","width":"652","class":"media-element file-default"}}]]A medida foi aprovada em julho de 2010. O nação foi a primeira da América Latina a autorizar a união entre pessoas do mesmo sexo. Os casais têm os mesmos direitos e podem adotar crianças.

3. Islândia

[[{"fid":"1003536","view_mode":"default","fields":{"format":"default"},"type":"media","link_text":null,"attributes":{"alt":"Casamento islandia","title":"Casamento islandia","height":"434","width":"649","class":"media-element file-default"}}]]A data em vigor da lei que liberou o casamento entre homossexuais aconteceu no mesmo dia em que a primeira-ministra islandesa, Johanna Sigurdardottir, se casou com sua companheira, em junho de 2010.

4. Dinamarca

[[{"fid":"1003531","view_mode":"default","fields":{"format":"default"},"type":"media","link_text":null,"attributes":{"alt":"Casamento Portugal","title":"Casamento Portugal","height":"432","width":"648","class":"media-element file-default"}}]]Foi o primeiro país a permitir que casais homossexuais oficializassem uniões civis, em 1989. As uniões passaram a ser reconhecidas pela Igreja anos depois. Mas só em 2012 que foi registrada a legalização do direito a uma cerimônia religiosa.

5. Uruguai

[[{"fid":"1003534","view_mode":"default","fields":{"format":"default"},"type":"media","link_text":null,"attributes":{"alt":"Casamento Uruguai","title":"Casamento Uruguai","height":"434","width":"652","class":"media-element file-default"}}]]Foi o segundo país latino-americano a legalizar o casamento (abril de 2013) entre pessoas do mesmo sexo, com a ratificação do projeto de lei do "!matrimônio igualitário".

6. Nova Zelândia

[[{"fid":"1003535","view_mode":"default","fields":{"format":"default"},"type":"media","link_text":null,"attributes":{"alt":"Casamento nova zelandia","title":"Casamento nova zelandia","height":"432","width":"649","class":"media-element file-default"}}]]A lei que reconhece o casamento entre homossexuais foi aprovada emde abril de 2013. O país foi o primeiro da região Ásia-Pacífico a reconhecer o direito.

7. França

[[{"fid":"1003528","view_mode":"default","fields":{"format":"default"},"type":"media","link_text":null,"attributes":{"alt":"Casamento na França","title":"Casamento na França","height":"434","width":"651","class":"media-element file-default"}}]]Deputados franceses aprovaram o casamento gay também em abril de 2013. A disputa foi bem acirrada. Na segunda e última leitura do texto na Assembleia Legislativa, 331 deputados votaram a favor e 225 contra.

8. Brasil

[[{"fid":"1003527","view_mode":"default","fields":{"format":"default"},"type":"media","link_text":null,"attributes":{"alt":"Casamento no Brasil","title":"Casamento no Brasil","height":"442","width":"652","class":"media-element file-default"}}]]A liberação foi realizada em maio de 2013, quando os cartórios de todo o Brasil passaram a ser obrigados a celebrar o casamento civil e converter a união estável homoafetiva em casamento.

9. Inglaterra

[[{"fid":"1003525","view_mode":"default","fields":{"format":"default"},"type":"media","link_text":null,"attributes":{"alt":"Casamento Inglaterra","title":"Casamento Inglaterra","height":"434","width":"652","class":"media-element file-default"}}]]O parlamento britânico e a rainha Elizabeth II aprovaram a legalização da união homoafetiva em julho de 2013.

10. País de Gales

[[{"fid":"1003526","view_mode":"default","fields":{"format":"default"},"type":"media","link_text":null,"attributes":{"alt":"Casamento País de Gales","title":"Casamento País de Gales","height":"483","width":"651","class":"media-element file-default"}}]]A lei foi aceita com a decisão da Inglaterra. Mas os casais homossexuais já tinham os mesmos direitos que os casais heterossexuais desde 2005, com direito à adoção, recorrer à procriação assistida e até à barriga de aluguel, sem contar a união civil, liberada desde 2005.

11. Escócia

[[{"fid":"1003524","view_mode":"default","fields":{"format":"default"},"type":"media","link_text":null,"attributes":{"alt":"Casamento Escócia","title":"Casamento Escócia","class":"media-element file-default"}}]]A união entre casais homoafetivos foi legalizada em fevereiro de 2014, com a diferença de votos de 105 a 18.

14. Luxemburgo

Getty Images
Depois da aprovação da lei em junho de 2014, o país teve o primeiro líder da União Europeia a se unir legalmente com uma pessoa do mesmo sexo, o primeiro-ministro da nação, Xavier Bettel.

15. Irlanda

Getty Images

Diferente dos outros países, a Irlanda foi o primeiro país que tomou a decisão por meio de plebiscito aberto, em maio de 2015.

16. Estados Unidos

shutterstock 394138183
ShutterStock

Até o começo do ano, ainda havia 13 estados americanos que proibíam o matrimônio homoafetivo. Mas em junho de 2015, a Suprema Corte dos Estados Unidos aprovou o casamento gay em todo o país.

17. México

shutterstock 400663126
ShutterStock

O país norte-americano tinha legalizado a união civil entre pessoas do mesmo sexo só na capital e em 31 Estados desde 2007. Mas foi só em 2015 que a Suprema Corte afirmou ser inconstitucional limitar o casamento gay no país, abrindo a liberação para todo México.

18. Colômbia

Getty Images

A Colômbia aprovou o casamento gay em abril de 2016, em sessão histórica da Corte Constitucional, com uma votação de 6 contra 3. A decisão tornou a nação um dos poucos países da América Latina a permitir a união civil homoafetiva.