pop

Tupac faria 44 anos; veja 6 clássicos e curiosidades

tupac shakur
Divulgação

Se estivesse vivo, Tupac Shakur completaria 44 anos em 16 de junho deste ano. Um dos maiores rappers dos anos 1990, Tupac (ou 2Pac) ficou mundialmente conhecido tanto por suas canções, como por inúmeras polêmicas, envolvendo crimes e brigas com Notorious B.I.G.

Depois de sobreviver em 1994 após uma tentativa de assassinato, Tupac foi baleado no dia 7 de setembro de 1996 dentro de seu carro, em Las Vegas.

Para conhecer mais sobre o rapper, confira 6 curiosidades e 6 clássicos:

“California Love”: a consagração

Tupac tornou-se não só um dos rappers mais conhecidos, mas também um dos mais vendáveis de todos os tempos, com mais de 75 milhões de discos vendidos. Numa seleção, a emissora MTV nomeou Tupac o segundo melhor rapper de todos os tempos (atrás de Jay Z). Discos como “Me Against the World” (1995), “All Eyez On Me” e “The Don Killuminatti: The 7 Day Theory” (ambos de 1996) são obras imprescindíveis de seu catálogo. No vídeo acima, um de seus maiores hits: o hoje considerado clássico “California Love”, com participação de Dr. Dre.

“Dear Mama”: família envolvida com o movimento Panteras Negras

A avó de Tupac, Assata Shakur, foi uma proeminente ativista do movimento Panteras Negras, que lutava pela igualdade dos afro-americanos nos Estados Unidos. Ela foi acusada de envolvimento na morte de civis e policiais. O caso mais famoso é o da morte do policial Werner Foerster; por conta disso, Assata, cujo nome de batismo é JoAnne Chesimard, foi presa diversas vezes nos anos 1970, mas fugiu e mudou-se para Cuba, em 1984. O FBI chegou a estipular uma recompensa de US$ 2 milhões por sua captura e colocou-a na lista de terroristas mais procurados. A mãe de Tupac, Afeni Shakur, também foi ativista dos Panteras Negras, mas foi absolvida de acusações. Depois da morte do filho, criou a Tupac Amaru Shakur Foundation, que oferece estrutura para que jovens aprendam dança, teatro e música.

"Cradle to the Grave" e a expressão "Thug Life"

A expressão "Thug Life" ganhou imensa popularidade nos últimos anos e até chegou a virar meme. Nas redes sociais, diversas fotos e vídeos com 'nerds' posando como malandros vieram acompanhados da expressão, que quer dizer algo como 'vida loka' ou 'vida bandida'. Foi Tupac quem popularizou a expressão, mas com outro objetivo: criou um movimento social com este nome para dar suporte às pessoas da rua e evitar que caíssem no mundo do crime. "Thug Life", inclusive, virou projeto musical que se materializou em disco. Ao lado de Big Syke, Macadoshis, Mopreme e The Rated R, lançou um álbum com 10 canções, incluindo "Under Pressure" e "Cradle to the Grave".

“Hit Em Up”: a briga com Notorious B.I.G.

Nos anos 1990 perdurava nos Estados Unidos uma rivalidade entre o rap da Costa Oeste (arredores de Los Angeles) e a Costa Leste (Nova York). O ápice dessa briga se deu quando Tupac afirmou que Notorious B.I.G. e Puff Daddy estariam envolvidos numa tentativa de assassinato que quase o matou, em 1994. A partir de então, a imprensa passou a alardear declarações polêmicas de um contra o outro. Por fim, tanto Tupac quanto B.I.G. foram assassinados por pessoas desconhecidas. Quase duas décadas depois, ainda não se sabe o real motivo das mortes de dois dos maiores rappers de todos os tempos. Na canção “Hit Em Up” (Dirty), Tupac revela sua teoria; para provocar, fez um clipe com atores que lembram B.I.G. e Puff Daddy.

“Me Against the World”: acusação de estupro

Tupac Shakur foi preso, acusado de estuprar uma mulher com uma gangue. Em sua defesa, o rapper disse que a garota saiu com ele de forma espontânea. Depois de cumprir parte da sentença e ser liberado, o rapper foi baleado. Além de acusar Notorious B.I.G. e Puff Daddy no crime, também disse que a garota estava envolvida. Essa sequência de fatos influenciou Tupac a dar uma nova direção em sua música: o disco “Me Against the World” (1995) tem um tom mais ameno e maduro, como se ele sentisse que devia explicações ao mundo pelas conturbações que passou.

“How Do U Want It”: sucesso póstumo

Apesar da consagração em vida, as vendas de disco de Tupac multiplicaram mesmo após sua trágica morte. Ele, que não havia liderado com nenhuma canção nas paradas Billboard, não teve a oportunidade de ver a canção “How Do U Want It”, com K-Ci e JoJo, permanecer no topo das canções R&B/Hip Hop por 33 semanas. Outras canções que fizeram sucesso póstumo foram “Changes” e “Until the End of Times”.