pop

10 filmes gays que fizeram história

segredo de brokebacj mountain 0617 1400x800
Reprodução/Imdb

A causa LBGT (Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transgêneros) vem ganhando cada vez mais espaço não só na luta contra o preconceito e pela igualdade e liberdade de direitos, como também no cinema. Filmes renomados e elogiados pela crítica contam histórias de romances homoafetivos e mostram o que realmente importa: o amor, independente do gênero ou orientação sexual dos envolvidos.

O VIX separou uma lista com 10 filmes incríveis que marcaram o cinema e devem ser vistos por todo mundo!

Filmes gays elogiados

Os Rapazes da Banda (1970)

William Friedkin (Operação França e Poltergeist) resolveu fazer uma adaptação da peça de Mart Crowley quando filmes sobre homossexuais ainda eram tabu. Um grupo se reúne em um apartamento no aniversário de um deles, que ganha um presente inusitado: um garoto de programa.

Milk (2008)

Filme conta a trajetória de ativista gay norte-americano, interpretado por Sean Penn, que usou sua posição política para lutar pelos direitos dos gays nos anos 70. Segundo relata o filme, isso só ocorreu quando ele chegou a uma certa idade e percebeu que precisava fazer algo que o orgulhasse.

Cabaret (1972)

O Kit Kat Club é uma casa noturna em que excessos e androginia são liberados em uma Alemanha que já vê o nazismo ser plantado. Liza Minelli e Michael York vivem uma espécie de triângulo com um nobre alemão.

Minha Adorável Lavanderia (1985)

Stephen Frears aponta suas lentes para uma relação homossexual na Inglaterra conservadora da primeira-ministra Margaret Thatcher. Omar, filho de imigrantes paquistaneses, namora Johnny (Daniel Day-Lewis), um punk. Os dois são bem resolvidos, mas as famílias, não. Então a lavanderia vira uma espécie de porto seguro para os dois.

Festim Diabólico (1948)

O foco do filme é a tentativa de esconder o assassinato que Brandon e Philip cometeram, mas a cumplicidade dos dois e o jogo de poder vai além da amizade. É um casal gay, apesar de isso não estar completamente declarado, e a obra com homossexualidade mais evidente na filmografia de Alfred Hitchcock.

Perdidos na Noite (1969)

Joe Voight é um personagem possivelmente homossexual, embora isso não seja claro no filme.  Existe um encontro de Joe com outro rapaz no banheiro que sugere isso, e seria a explicação do seu drama. Ele sai de sua cidade do interior e cai no submundo da noite.

Um Dia de Cão (1975)

Mais um caso de cumplicidade no crime que implica na vida de um casal. O macho e viril Sonny (Al Pacino) esconde, na verdade, um homem apaixonado por outro homem, Sal (John Cazale). Este amor é tão forte que eles se juntam para assaltar um banco e, assim, ter dinheiro para pagar a cirurgia de mudança de sexo do namorado.

Priscilla, a Rainha do Deserto (1994)

Este road movie gay colocou as drag queens no centro dos holofotes. Apesar de ser uma comédia, fala de identidade sexual com maturidade.

A Lei do Desejo (1987)/Os Amantes Passageiros (2013)

Pedro Almodóvar é homossexual assumido e adotou esta temática em praticamente todos seus filmes - mesmo que às vezes de forma periférica. Em "A Lei do Desejo", da primeira fase da carreira, mistura amor com obsessão em forma de policial, com cenas quase explícitas. É um filme forte, mas não o que tem a temática homossexual mais acentuada. Menos relevante, mas classificado pelo próprio Almodóvar, está a comédia “Os Amantes Passageiros”, filme em que a crise financeira espanhola é retratada de forma farsesca e com muito sexo.

O Segredo de Brokeback Mountain (2005)

Ang Lee ganhou o Oscar de melhor diretor e melhor filme com este olhar sobre uma história de amor proibido. O fato de ser um relacionamento gay justifica a “proibição”, pois a hipocrisia da sociedade faz com que os dois cowboys que se amam tenham relacionamentos héteros.

Causa LGBT

Para combater o preconceito: O triste relato do gay que finge ser hétero para doar sangue e outras histórias