explore

7 coisas que você não sabia sobre o Ku Klux Klan

[[{"fid":"1002377","view_mode":"default","fields":{"format":"default"},"type":"media","attributes":{"alt":"Ku Klux Klan","title":"Ku Klux Klan","class":"media-element file-default"},"link_text":null}]]O Ku Klux Klan foi fundado em 1866 como uma associação de grupos de extrema direita nos Estados Unidos. Entre seus mandamentos básicos estão o antissemitismo, a homofobia e o racismo. De qualquer forma, a principal razão era a supremacia total da raça branca. Não é à toa que a facção foi criada pouco depois da Guerra de Secessão, que acabou com a escravidão nos Estados Unidos.7 – O Ku Klux Klan não é só um grupo unificado[[{"fid":"1002376","view_mode":"default","fields":{"format":"default"},"type":"media","attributes":{"alt":"Ku Klux Klan","title":"Ku Klux Klan","class":"media-element file-default"},"link_text":null}]]O KKK se formou oficialmente na segunda metade do século XIX e só durou alguns anos. Voltou quase 50 anos depois, em sua fase mais forte, com o filme “O Nascimento de Uma Nação”, de 1915, que retrata a Guerra Civil Americana e foi tirado de um livro sobre o Ku Klux Klan. Naquela época a facção se fortaleceu e enfrentou não só os negros, mas também os judeus, os homossexuais e os imigrantes. Este foi o momento mais fore do Klan, com aproximadamente seis milhões de membros.Outra versão formou-se nos anos 30 e durante a Segunda Guerra Mundial, mas com menos membros e menor influência. Hoje o KKK tem pequenos grupos espalhados sem poder centralizado.6 – Um dos líderes do KKK era judeu e foi expulso do exército[[{"fid":"1002375","view_mode":"default","fields":{"format":"default"},"type":"media","attributes":{"alt":"Ku Klux Klan","title":"Ku Klux Klan","class":"media-element file-default"},"link_text":null}]]Em 1965, o jornal New York Times divulgou a polêmica história de um dos líderes do KKK. Daniel Burros, um judeu de nascimento que logo depois que terminou a escola secundária se uniu ao exército norte-americano e alguns anos depois foi expulso por “razões de falta de idoneidade, caráter e transtorno de conduta.”Logo depois disso começou a se familiarizar com as ideias fascistas e virou integrante do American Nazi Part. Uniu-se ao KKK e rapidamente subiu na pirâmide até se tornar o Grande Dragão de Nova York, apontado pelo Bruxo Imperial Robert Shelton.Quando o NYT divulgou que ele era judeu, foi expulso pelo KKK e se matou.5 – O KKK tinha um programa para crianças[[{"fid":"1002374","view_mode":"default","fields":{"format":"default"},"type":"media","attributes":{"alt":"Ku Klux Klan","title":"Ku Klux Klan","class":"media-element file-default"},"link_text":null}]]“The Andrew Show” é uma série de vídeos transmitida a partir de 2009 em que dois garotos loiros compartilham suas opiniões sobre temas delicados como religião e raça falando com o objetivo de doutrinar crianças da sua idade. Fica claro que Andrew Pendergraft lia uma espécie de teleprompter, claramente pregando um texto escrito por algum adulto.4 – Os integrantes do KKK tinham um acampamento de verão[[{"fid":"1002373","view_mode":"default","fields":{"format":"default"},"type":"media","attributes":{"alt":"Ku Klux Klan","title":"Ku Klux Klan","class":"media-element file-default"},"link_text":null}]]No verão os integrantes da facção levavam suas famílias para descansar e se divertir em um acampamento de baixo custo. A iniciativa transformou-se em uma forma eficaz de integração dos integrantes da seita e fazer propaganda.3 – Em 1979 um policial negro se infiltrou no KKK[[{"fid":"1002371","view_mode":"default","fields":{"format":"default"},"type":"media","attributes":{"alt":"Ku Klux Klan","title":"Ku Klux Klan","class":"media-element file-default"},"link_text":null}]]Em 1979, Ron Stallworth, um policial negro de Colorado Springs, decidiu se infiltrar na organização. Falou ao telefone com os líderes da seita e deixou claro seu interesse em se unir à organização e marcou uma entrevista. O problema é que ele é negro e obviamente seria descoberto pelo grupo racista logo de cara. Em seu lugar enviou então um policial branco da divisão de narcóticos para se passar por ele. O falso Stallworth foi aceito e frequentava as reuniões com o “rosto descoberto” (os integrantes do KKK eram conhecidos, também, por esconderem seus rostos com uma vestimenta) enquanto o verdadeiro se comunicava com os líderes por telefone. A operação foi cancelada tempos depois, mas a seita nunca soube a verdade.2 – O KKK obteve a licitação da estrada Rosa Parks[[{"fid":"1002370","view_mode":"default","fields":{"format":"default"},"type":"media","attributes":{"alt":"Ku Klux Klan","title":"Ku Klux Klan","class":"media-element file-default"},"link_text":null}]]Em 1994 um membro do KKK entrou em uma licitação para administrar e manter a Missouri Highway. A solicitação foi negada pelo Judiciário local. Anos depois, em 2001, uma Corte Federal disse que era inconstitucional negar a solicitação por ele ser membro da seita e mudou a decisão, concedendo a administração ao integrantes do KKK. Mas o estado do Missouri recorreu e ganhou, batizando a estrada como Rosa Parks Freeway, em homenagem à ativista dos Direitos Civis dos Negros, Rosa Parks.1 – “The KKK Took My Baby Away”*[[{"fid":"1002369","view_mode":"default","fields":{"format":"default"},"type":"media","attributes":{"alt":"Ku Klux Klan","title":"Ku Klux Klan","class":"media-element file-default"},"link_text":null}]]O KKK foi um grupo violento que se dedicava a identificar e perseguir negros, homossexuais, judeus e imigrantes em geral. Atuavam à noite e com os rostos cobertos para não serem reconhecidos.  Houve grande quantidade de denúncias por maus tratos, golpes, sequestros e homicídios atribuídas aos membros do KKK. Um dos casos mais famosos é o de Madge Oberholtzer, uma professora de literatura que em 1925 foi sequestrada, violentada e morta por David Curtiss Stephenson, Grand Dragon de Indiana.*“The KKK Took My Baby Away” é uma música composta pela banda Ramones