explore

Entenda a importância do "T" no rótulo dos transgênicos

transgenico3 0
Teka77/iStock/Thinkstock

O projeto de lei criado pelo deputado Luiz Carlos Heinze (PP-RS) dispensa a identificação dos alimentos transgênico sob o pretexto de que o “T” presente nos rótulos assusta e afugenta o consumidor. A lei vem da bancada ruralista do Congresso e viola o direito dos consumidores de saber o que estão consumindo. Os rótulos brasileiros são confusos e omissos quando comparados ao resto do mundo. O consumidor alérgico a lactose, por exemplo, não consegue identificar facilmente se há traços de leite em algum alimento.

O que são transgênicos?

transgenicos 0
reprodução

A grosso modo, um alimento transgênico é um alimento em que foi inserido genes de outro ser. São produtos geneticamente modificados que podem conter genes de espécies diferentes das suas. Isso é feito para que o homem consiga ter maior controle sobre as produções agrícolas aumentando a produdividade. Espécies geneticamente modificadas para serem resistentes a pragas são um bom exemplo.

A transgenia é diferente de melhoramento genético. Este último método existe há muitos anos e é feito a partir do cruzamento de plantas da mesma espécie, de gêneros diferentes ou não. A transgenia é mais recente e nela retira-se uma sequência de genes de uma espécie e coloca-se em outra.

transgenicos2 0
endopack/iStock/Thinkstock

Muito embora a produção de transgênicos de espécies amplamente consumidas pela humanidade como a soja, o milho e a canola tenha deixado essas plantas mais resistentes a pragas e, consequentemente, aumentado a sua produtividade, sabe-se muito pouco sobre as consequências que o consumo de transgênicos pode causar ao ser humano.

Quais são os riscos à saúde?

transgenicos1 0
stevanovicigor/iStock/Thinkstock

Os alimentos transgênicos são novas espécies introduzidas artificialmente na natureza e não se pode prever como o ambiente e os seres humanos vão reagir a elas. Ao mesmo tempo em que os transgênicos têm características positivas adquiridas de outra espécie, eles também podem conter características negativas.O problema é que isso só será descoberto com tempo e com evolução dessas espécies. A grande polêmica em torno dos alimentos transgênicos é que muitas de suas características são ocultas e argumenta-se que os consumidores estão, de certa forma, servindo de cobaia para a indústria.

Além disso, o uso de genes de alimentos alergênicos (como a castanha de caju, por exemplo) transfere suas características para a outra espécie e também a torna alérgica para determinados grupos de pessoas. Isso gera um aumento no número de alergias entre a população.Outro fator defendido pelos ambientalistas é que as espécies transgênicas provocam um desequilíbrio e um choque no meio ambiente, competindo com espécies nativas e prejudicando a biodiversidade.