pop

13 curiosidades sobre "The Walking Dead" que você não sabia

walking dead mortes humanas
Divulgação

A popularidade de “The Walking Dead” alçou a série da AMC como uma das melhores já feitas nos últimos anos.

Leia também: Veja 5 diferenças entre a série "The Walking Dead" e os quadrinhos

O tema ‘apocalipse zumbi’ pode ter sido explorado em muitos outros filmes, mas não na dimensão do que temos aqui: elementos dramáticos, a dúvida da sobrevivência, a desconfiança de quem luta para não ser atacado, os atos impensados… Há muitos conflitos, suficientemente complexos para agradar um grande número de espectadores.

Recentemente, a série chegou à 6ª temporada, e veio com tudo. Mas, será que você conhece tudo sobre “The Walking Dead”? Veja 13 curiosidades sobre a série:

#13 Não chame zumbi

walking dead zumbi
Divulgação

‘Andantes’, ‘caminhantes’: termos diferentes já foram empregados pela série, mas, repare bem, nunca se chamou um deles de ‘zumbi’. Isso porque o comic em que é baseado também não utiliza este termo.

#12 Graduação em zumbis

https://youtu.be/EIHVKm5MMe0Os ‘caminhantes’ da série têm que fazer um curso antes das filmagens, que ensina a caminhar, se expressar e agir como um deles. Não é pra qualquer um.

#11 Mesas separadas

walking dead mesas separadas
Divulgação

Para manter a interpretação e o clímax dos personagens, os produtores da série não permitem que os atores ‘zumbis’ comam no mesmo lugar ou na mesma hora que os ‘atores humanos’. Nada de intercâmbio; não pode haver amizade entre eles.

#10 Hanna, a ‘caminhante’ de bike

A aparição daquela ‘caminhante’ junto a uma bicicleta, no episódio piloto da série, foi tão imprevisto que impactou todos os espectadores. Tanto que os produtores decidiram lançar curtos episódios na internet para explicar quem realmente ela era.

#9 Mortes humanas vs. Mortes de zumbis

walking dead mortes humanas
Divulgação

Acredite ou não, mas pelo que a série mostrou, pelo menos até a segunda metade da 3ª temporada, os humanos mataram mais do que os ‘andantes’: 14 mortes foram provocadas por outros humanos, enquanto os 'caminhantes' mataram 3.

#8 Sem respiração

walking dead respiracao
Divulgação

Os zumbis não têm necessidade de respirar, afinal, estão mortos. Mas, nas gravações de uma cena do capítulo 13, da 2ª temporada, fazia tanto frio que a equipe de pós-produção teve que eliminar digitalmente o vapor de água emanado pelos atores.

#7 Episódio mais visto

walking dead episodio mais visto
Divulgação

O episódio mais visto de “The Walking Dead” foi a estreia da 5ª temporada, com 17,3 milhões de espectadores só nos Estados Unidos. O recorde anterior pertencia ao 1º episódio da 4ª temporada.

#6 Homenagem curiosa

Num episódio, a série fez homenagem ao criador da vacina contra a varíola, Edward Jenner (1749-1823). Edwin Jenner é o cientista do Centro do Controle de Enfermidades que conta a Rick como o vírus afeta os ‘caminhantes’.

#5 Estreia no Dia das Bruxas

Não por acaso, o primeiro capítulo de “The Walking Dead” foi ao ar em um Dia das Bruxas: 31 de outubro de 2010.

#4 A realidade supera a ficção

https://youtu.be/sNuYXfJIItAA cena em que Merle Dixon (Michael Rooker) aparece, na 1ª temporada, causou grande alvoroço público, pois durante a rodagem o ator foi confundido com um atirador de verdade, gerando uma situação de pânico – tanto que ligaram para a polícia e a SWAT apareceu armada até os dentes no set. Passado o mal entendido, tudo ficou bem.

#3 Aquários e cabeças

walking dead cabecas
Reprodução

Na casa do Governador(David Morrissey) havia vários aquários com um total de 24 cabeças, todas em estado avançado de putrefação.

#2 Zumbis sem braços? Não!

Michonne se tornou uma das principais personagens da série, em grande parte por conta da atuação de Danai Gurira, que domina a espada de forma impressionante. E quem esqueceria sua primeira aparição, ao lado de dois zumbis sem braços e mandíbulas? Não que os atores tivessem que ser amputados; na verdade, eles tiveram os braços pintados de verde, da mesma cor do chroma-key. Isso torna mais fácil a edição da pós-produção.

#1 George R.R. Martin tem a solução para sobreviver em “Walking Dead”

george rr martin
Divulgação

O criador da série de livros que inspirou “Game of Thrones” disse que não haveria outra forma de sobreviver ao ataque zumbi que não fosse viver em castelos. Nada mais sensato que viver ao redor de muros impenetráveis, com poços para extrair água e a possibilidade de vigiar por trás das muralhas. Claro, os zumbis não têm capacidade de elaborar um plano estratégico para invadir um castelo – o problema é que, nos Estados Unidos, onde se passa “Walking Dead”, não existem residências fortificadas desse tipo.

Leia também: As 7 principais diferenças entre o livro e a 5ª temporada de "Game of Thrones"