explore

Jesus existiu e foi casado, apontam novas descobertas; entenda

jesus div
Divulgação

A falta de evidências científicas vem colocando em dúvida até fatos colocados como verdades há muitos anos - como a existência de Jesus Cristo de Nazaré, pór exemplo.

Os últimos achados arqueológicos sugerem que ele realmente existiu, e mais ainda do que isso: os vestígios indicam que ele era casado.

Leia também: 5 razões para acreditar que Jesus Cristo nunca existiu

jesuspregando div
Divulgação

A vida deste personagem é todo um enigma para os investigadores: as únicas evidências a considerar eram as menções feitas sobre ele nos relatos do evangelho do Novo Testamento, da Bíblia, e alguns textos da mesma época.

Ainda assim, dentro do grupo de investigadores que desenvolveram a hipótese de que Jesus realmente existe, existem fortes especulações acerca de alguns aspectos chave de como teria sido a sua vida.

Não foi só uma vez que foi sugerido que Cristo teria uma esposa. Mas o último vestígio encontrado no Egito sugere que ele não só era casado, mas que sua esposa era ninguém menos que Maria Madalena.

O que foi encontrado

madalena div
Divulgação

O papiro fala sobre o estado civil de Jesus Cristo, e pode ser confirmado a sua época de origem pela análise de carbono realizada.

Ele se refere ao “Evangelho da Mulher de Jesus” e não só fala que Jesus era casado, mas também revela a identidade da mulher, que de acordo com o testamento, esteve presente durante a sua crucificação, enterro e ressureição.

Existem várias versões sobre que era Maria Madalena. Alguns teóricos acreditam que não é a mesma mulher que Jesus salvou de ser apedrejada por ter cometido adultério, como conta a Bíblia.

O papiro

papiroharvard div
Divulgação

Analisado por estudiosos da Universidade de Harvard, na Inglaterra, o papiro é pequeno, mas apresenta um trecho bem nítido, “Jesus disse a eles: Minha esposa...”.

Os evangelhos de João, Marcos, Mateus e Lucas são reconhecidos como oficiais por parte das igrejas cristãs, mas existem provas de outros evangelhos que permaneceram escondidos por séculos, e as religiões cristãs não reconhecem.

O papiro encontrado foi escrito entre os séculos II e IV depois de Cristo, e pode ser uma parte desses evangelhos que não foram autenticados pela Igreja (conhecidos como apócrifos).

O documento não é uma prova infalível do fato, mas é mais uma evidência da existência de Cristo e do seu matrimônio.

Sociedade Secreta

aultimacena div
Divulgação

Durante muito tempo se falou do chamado “Priorado de Sião”, uma sociedade secreta cujo objetivo era esconder que Jesus foi casado e que teve uma filha com Maria Madalena. Este termo ficou conhecido, principalmente, com o lançamento dos livros "Anjos e Demônios" e "O Código Da Vinci", de Dan Brown, ambnos adaptados para o cinema.

Outra evidência do casamento de Jesus pode ser encontrada na pintura de Da Vinci, “A Última Ceia” (1495-1498), já que quem aparece ao lado de Cristo não é o apóstolo João, mas Maria Madalena.

Há ainda outros documentos que tratam da vida privada de Jesus de Nazaré, como alguns livros que não foram reconhecidos pela Igreja, mas já foram autenticados pelos cientistas.Veja também: Descubra o mistério por trás das estátuas que choram