explore

Procura-se abelha invasora; 5 curiosidades do inseto mais temido do Brasil

abelhaeuropeia3 divulgacao
Divulgação

A Bombus Terrestris é uma espécie de abelha europeia que anda deixando os cientistas brasileiros de cabelo em pé. Conhecida como Mamangava da Cauda Branca, ou abelhão, ela já invadiu a Argentina e está em direção ao Uruguai. Teme-se que ela chegue ao Brasil e cause riscos ambientais irreversíveis para a agricultura e para as espécies nativas.

Leia também: Os 10 insetos mais aterrorizantes do planeta

Estudos do Núcleo de Apoio à Pesquisa em Biodiversidade e Computação da Universidade de São Paulo (USP) levaram à campanha para localização dessa abelha.

Confira a seguir 5 curiosidades sobre essa espécie:#5 Excelente polinizadora

abelhaeuropeia5 divulgacao
Divulgação

Elas medem por volta de 3 cm (2 vezes o tamanho da abelha comum) e podem voar em distâncias longas, que podem ir até 13km de distância de suas colmeias. Elas são utilizadas no meio comercial para melhorar a produção agrícola, porque transferem mais pólen do que as outras. Ela o acumula no seus pelos e é capaz de vibrar o seu abdome em alta velocidade, para capturar e transferir a substância.#4 Extremamente competitiva

abelha bombus
Divulgação

Quando invadem ambientes, se tornam competitivas e podem destruir espécies nativas, causando um desequilíbrio no ecossistema do lugar. Elas começam a trabalhar antes dos outros tipos de abelhas e esgotam os recursos das flores da região, deixando as espécies locais sem alimento. A campanha de procura da abelha alerta para que não matem e nem capturem a espécie, apenas fotografem e avisem.#3 Destruidora de flores

abelhaeuropeia2 divulgacao
Divulgação

Se ela não consegue acessar o néctar da flor pela abertura natural, ela abre buracos na superfície da planta e gera danos que provocam a sua queda prematura, que pode reduzir a taxa de frutificação da planta e gerar outros impactos. Mas os cientistas alertam que ainda não é possível dizer que essa espécie é totalmente desfavorável no Brasil.#2 Viajante

abelhaeuropeia4 divulgacao
Divulgação

Geralmente, seus ninhos são forrados com palha e ficam em buracos em troncos de árvores ou no solo (barrancos). Seu ambiente nativo é na Europa, mas não ficam presas à região das colmeias. Espécies que foram compradas no Chile já fugiram para o sul e para o norte da Argentina, alcançando a região da Cordilheira dos Andes.#1 Portadora de doenças

abelhasinvasoras divulgacao 1
Divulgação

São peludas, emitem zumbido alto ao voar e sua ferroada é uma das mais doloridas (ela pode ferroar várias vezes e não morre na primeira, como a maior parte das espécies). Essa abelha invasora pode carregar consigo doenças e parasitas exóticos de outros países, podendo contaminar plantas e até outras abelhas nativas.