Confira 15 curiosidades sobre o bombardeio atômico em Hiroshima

a bomb hiroshima divulgacao
Divulgação

Em 6 de agosto de 1945, a cidade japonsesa de Hiroshima sofria um dos maiores atentados da história.

A bomba lançada pelos Estados Unidos para forçar o Japão a se render a acabar com a Segunda Guerra Mundial.

O ataque arrasou a região e matou milhares de pessoas. Confira a seguir 15 curiosidades:

1.  O nome do boeing que carregava a bomba era “Enola Gay”, em homenagem à mãe do piloto, Enola Gay Tibbets.

2.  A bomba lançada sobre a cidade japonesa se chamava “Little Boy” e era composta por urânio.

3.  Ela foi detonada a 600 metros de altura e explodiu a 1 milhão de graus Celsius.

4.  O calor transmitido foi similar à temperatura do Sol.

5.  A potência da bomba era equivalente a 12,5 mil toneladas de TNT.

6.  O choque gerou ventos de 1,5 km por segundo, que arrancou escombros das construções, membros e órgãos humanos.

7.  Cerca de 30% das pessoas morreram, por volta de 70 mil pessoas.

hiroshima bomba  divulgacao
Divulgação

8.  A destruição alcançou casas e edifícios em até 3,2 km de distância do ponto de explosão.

9.  A radiação nuclear continuou matando após o ataque, elevando o número de mortos para 140 mil.

10.  Mesmo assim, a rendição japonesa não aconteceu. Os Estados Unidos não desistiram e lançaram mais uma bomba, a “Fat Boy”, mas agora na cidade de Nagasaki. Mais 70 mil pessoas morreram. No dia 15 de agosto, o Japão desistiu.

11.  O país foi o único a ser atacado com bombas atômicas.

12.“Hibakusha” foi o nome dados aos sobreviventes das cidades bombardeadas.

13.  Cerca de 260 mil pessoas sobreviveram.

14.  Nem todos os mortos foram identificados, porque muitos corpos viraram cinzas.

15.  O primeiro sobrevivente oficial do ataque das bombas foi Tsutomu Yamaguchi. Apesar das queimaduras sofridas pelo ataque em Hiroshima, ele conseguiu pegar um trem para a sua cidade natal, Nagasaki. O japonês foi o único estar nas duas cidades no momento do ataque. Ele viveu até os 93 anos, teve duas filhas e morreu em 2010, de câncer no estômago.