Chemical Surf mostra eletrônico no Lollapalooza

Todos os direitos reservados

Chemical Surf é uma dupla de “house underground” formada pelos irmãos Lucas e Hugo Sanches . Em 2014, a dupla ficou em evidência no cenário eletrônico e será um dos destaques da música eletrônica brasileira no Lollapalooza 2015.

Os irmãos trabalham juntos desde 2003 e nunca ficaram de fora do circuito da e-music. Nesse meio tempo, a dupla estava gravando com o músico e vocalista Daniel Malker resolveram montar esse projeto ao vivo, tocando em todo Brasil como “Sanches feat.Malker”. Em 2010 eles lançaram o “debut álbum” de “house music”, totalmente autoral, que foi indicado como melhor disco nacional pelo “Cool Awards”, prêmio de entretenimento e moda da revista “Cool Magazine”.

Foi em 2012 que a dupla resolveu voltar ao projeto Chemical Surf, que tinham deixado de molho desde 2009. “O que sempre motivou a voltar com o CS foi o fato de que nunca pararam de nos pedir para voltarmos. “Tivemos que trabalhar muito duro no estúdio, pois o foco do Chemical sempre foi o “live” com músicas próprias, sem “bootlegs” ou edits ilegais, o nosso público estava esperando isso de nós.” Contam os irmãos em entrevista ao “Molotov 21”. Usando termos “não-eletrônicos”, o forte da dupla é descotecar ao vivo sem fazer uso ilegal de faixas, gravações ou trechos de músicas de outros artistas., alternando entre músicas para dançar na pista e músicas mais “relax”.

Todos os direitos reservados

Por conta da dinâmica “live” do Chemical Surf, os irmãos sempre apreciam fazer parcerias com outros artistas, principalmente vocalistas. Além de inúmeras participações em remixes , a dupla já fez parcerias com Terri B, a “diva da house music” nas palavras dos irmãos e Jerique Allan que já trabalhou com Tiesto e Robbie Rivera.

Em 2014, a dupla assinou contrato com as gravadoras Kittball de Tube & Berger, Toolroom do Mark Knight, Bunny Tiger do Sharam Jey, Cuff de Amine Edge & Dance, Armada Music do Armin Van Buureen, entre outras.

Para a surpresa dos irmãos, que já sabiam que é muito difícil seu estilo de música emplacar nas rádios brasileiras, a faixa “Good Time” foi top das paradas por três semanas na rádio Transamérica e foi uma das mais tocadas na rádio Jovem Pan de Balneária Camboriú. (SC). O litoral Catarinense acabou se tornando o grande polo de música eletrônica brasileira, lá, é mais comum as rádios tocarem música eletrônica conceitual, o que não acontece em outras regiões do Brasil.

Agora, falando de alcance internacional, a faixa “Walking Back” ficou na 10ª posição do TOP100 de tech-house da Beatport (importante site de compra de música eletrônica) e em 55ª posição dentre todas as categorias do site. Vale lembrar que essa não foi a única vez que os irmãos estiveram no TOP100, esse já um feito recorrente.

Em 2014, a Chemical Surf esteve em turnê pela Europa e agora volta ao seu país de origem para tocar nos palcos do Lollapalooza.