explore

Dia do Futebol no Brasil: conheça as origens do esporte masculino e feminino

sportclubriogrande divulgacao
Divulgação

O Dia Nacional do Futebol foi estabelecido em 1976 pela CBD (Confederação Brasileira de Desportos), atual CBF.

A data 19 de julho faz referência ao clube em atividade mais velho do país, o Sport Club Rio Grande, da gaúcha Rio Grande.

Fora do Brasil, o futebol é comemorado em 26 de outubro. O dia foi decidido após a reunião da associação de futebol mais velha do mundo, a The Football Association, em Londres, que definiu que o jogo seria realizado com os pés, em 1863.

Rio Grande, o primeiro

O clube é o mais antigo de futebol do Brasil, fundado em 1900 pelo alemão Johannes Minnemann. O time gaúcho tinha 21 jovens esportistas, a maioria de origem europeia.

O primeiro título da equipe só veio em 1922, com a Taça do Centenário da Independência, instituída pelo Governo do Estado.

O segundo clube criado foi a Associação Atlética Ponte Preta de Campinas, fundada 21 dias depois, no mesmo ano, hoje na Primeira Divisão do Campeonato Brasileiro.

Mas não era o Flamengo?Para quem confunde, existem sim outros clubes de futebol que foram fundados antes.

Mas a diferença é que, o Flamengo (1895), o Vasco (1898) e o Vitória-BA (1899) foram criados inicialmente para outros esportes. Os dois primeiros como clube de regatas e o baiano clube de críquete.

Futebol no Brasil

railwaymiller divulgacao
Divulgação

O primeiro clube a receber o esporte no país foi o São Paulo Athletic Club (não é o São Paulo de hoje!). O clube de críquete recebeu o futebol com a ajuda de Charles Miller, em 1894.

Assim como ele, os outros clubes que já existiam e receberam o futebol depois estão extintos. São eles: A.A. Mackenzie College, o Sport Club Internacional e o S.C. Germânia.

Filho de brasileiros, Charles Miller estudou e aprendeu as técnicas do esporte na Inglaterra. Quando voltou ao Brasil, trouxe uma bola, uma agulha uma bomba de encher e um uniforme para começar a divulgação do futebol.

Em 1895 foi o primeiro jogo realizado entre os funcionários da Companhia de Gás x a Companhia Ferroviária São Paulo Railway, onde Miller trabalhava (na foto ele está com a bola).O primeiro campeonato do país aconteceu em 1902, o Campeonato Paulista, vencido pelo São Paulo Athletic Club.

Futebol Feminino

gettyimages 478014648
Getty Images

O primeiro registro no mundo foi na Inglaterra, em 1898. No Brasil, ele começou com homens e mulheres juntos, nos anos de 1908 e 1909.

Mas a primeira partida oficial do país aconteceu em 1921, entre as moradoras dos bairros Tremembé e Cantareira (hoje, Santana), em São Paulo.

O evento aconteceu na época de festa junina e foi visto como uma atração do momento. O envolvimento das mulheres com o esporte era baixo na época. Elas costumavam fazer parte apenas das torcidas e de concursos de madrinha dos clubes.

O futebol era visto como um esporte agressivo e inadequado para o mundo feminino. Mas elas começaram a querer ser mais do que coadjuvantes.

Entrando no jogo

Em 1941, foi a primeira vez que uma mulher apitou o jogo de futebol masculino, um amistoso entre o Serrano de Petrópolis contra o América do Rio.

Na mesma década, durante a Ditadura de Vargas, a modalidade foi proibida para mulheres. A lei ficou em vigor até 1981, e proibia também a participação em lutas, beisebol e halterofilismo.

Inúmeras ocorrências policias da época mostram a quantidade de mulheres que foram presas e perseguidas pela polícia por estarem praticando o esporte de forma ilegal.

Depois de revogada, várias equipes femininas começaram a surgir, como o clube Radar (1981), o SAAD (1985), que já estão extintos.

Primeira seleção

A primeira convocação feminina aconteceu em 1988: todas jogadores eram do Radar, o clube carioca. O time conquistou seu primeiro título internacional, o “Women’s Cup of Spain”.

A primeira Copa do Mundo Feminina nasceu em 1991, e em 1996, o futebol para mulheres foi incluído nas Olimpíadas.

gettyimages 476472416
Getty Images

Hoje, jornais que na época justificavam a proibição do futebol feminino com questões biológicas, alegando fragilidade do corpo da mulher, defendem e incentivam o esporte no país.

Apesar de pouco, o estímulo e o investimento na modalidade começou a crescer no Brasil e a ganhar visibilidade.

A presidenta Dilma Rousseff aprovou recentemente uma medida que obriga os clubes de futebol inadimplentes do governo a investirem no feminino para conseguir o renegociamento das dívidas.

Mas a luta continua. O esporte feminino ainda precisa de muita estrutura e ser incluído na cultura do futebol mundial, para ser enxergado sem preconceito e ser acessível.