mulher

Por que namorados e esposos tendem a ficar parecidos entre si com o passar do tempo?

casais parecidos com tempo 0117 1400x800
Pressmaster/Shutterstock

Quando você observa casais muito apaixonados em relacionamentos duradouros e percebe que eles se parecem muito entre si, pode imaginar que trata-se somente de uma escolha certeira, ou seja, que se amam muito porque possuem as mesmas afinidades, descobertas logo no início do namoro.

Cientistas, porém, já descobriram que o fator vai além da simples atração e opção inicial e que quanto mais tempo permanecemos ao lado de nossos parceiros, mais vamos ficando parecidos com eles.

Você se parece com seu parceiro? Bom sinal!

casal cara a cara 1216 1400x800
diez artwork/shutterstock

A conclusão para o conceito vem principalmente de um estudo clássico em que estudantes universitários foram convidados a avaliar fotografias de casais que eram supostamente noivos ou casais que estavam casados há 25 anos.

Os voluntários observaram dois rostos de cada vez e foram convidados a avaliar o quão semelhante era cada par e quão provável eles seriam casados. Em alguns casos, as imagens pertenciam a um casal real, enquanto que, em outros, tratavam-se apenas de fotos de duas pessoas aleatórias, de idade semelhante, que tinham sido unidas para o estudo.

casal amor namoro 1216 1400x800
Violinoviola/shutterstock

Os pesquisadores descobriram então que os participantes classificaram os rostos de parceiros casados por mais tempo como os mais parecidos entre si do que os parceiros em relacionamentos mais curtos ou entre os e pares aleatórios. Ou seja, as pessoas apontadas como as mais semelhantes entre si eram as que estavam juntos há muito tempo.

Além disso, outro dado bastante curioso foi obtido no trabalho científico: os rostos que foram considerados mais parecidos entre si pertenceram aos casais que mais relatavam felicidade no relacionamento.

Por que casais começam a ficar parecidos com o tempo?

casal no por do sol 1216 1400x800
kieferpix/iStock

Os pesquisadores não conseguiram entender completamente por que o fenômeno ocorre, mas que o fato estaria mesmo relacionado a uma questão de empatia. A ideia básica é que os parceiros românticos sentem empatia uns com os outros e, assim, "compartilham" seus estados emocionais.

Então, como compartilhar emoções geralmente significa compartilhar as mesmas expressões faciais, todo o mecanismo aumentaria automaticamente a semelhança física. Por exemplo: ao mover músculos faciais da mesma maneira durante um longo período de tempo, parceiros românticos podem eventualmente desenvolver o mesmo padrão de rugas em torno de bocas e olhos.

O aumento da semelhança física entre os casais poderia, segundo os estudiosos, estar ligado ao fato de ambos morarem no mesmo ambiente, adotarem uma dieta semelhante, hábitos similares, assim por diante.

Relacionamentos amorosos